Ronda no Bairro fomenta a produção artística e a geração de renda entre mulheres

O Programa Ronda no Bairro deu início, nessa segunda-feira (20), a mais um curso de formação na Casa de Direitos, que ensinará mulheres do Jacintinho a produzir peças artesanais exclusivas, desenvolvendo suas habilidades manuais e explorando a criatividade. A Oficina de Inclusão Produtiva contempla mães e responsáveis de crianças atendidas pelas ações sociais e educacionais promovidas pelo programa.

Para a psicóloga Áurea Vasconcelos, coordenadora da equipe de Articulação e Mobilização Social do programa do Governo do Estado, “a atividade, além de funcionar como uma terapia, uma vez que alivia o estresse e ajuda a viver melhor, também proporciona a essas mulheres a oportunidade de terem uma renda extra, vendendo os artigos por elas produzidos”. Áurea disse ainda que “a iniciativa surgiu da interação entre a equipe Social e as mães dos alunos, onde foi percebida a necessidade de incluí-las no programa e, com esta pequena ação, colaborar para geração de renda e a melhoria na vida dessas pessoas”.

Aos 67 anos, a dona de casa Janete da Silva não perdeu a oportunidade de conferir da oficina. “Eu vejo este projeto como uma chance de crescermos como pessoa e agradeço ao Ronda no Bairro pelo convite. Estou muito feliz de estar aqui neste dia e irei me dedicar com todas as forças para alcançar bons resultados”, afirmou. O neto da dona Janete, o menino Hugo Henrique, participa semanalmente das aulas de assistência escolar, música e judô proporcionadas pelo programa. “Eu já estava feliz com a participação do Hugo nas atividades e esportes do Ronda. Agora, tenho motivos em dobro para me alegrar, pois também faço parte deste programa lindo”, comemorou.

A professora Sandra Souza, uma das idealizadoras da Oficina de Inclusão Produtiva, explica que “o Ronda no Bairro disponibilizará a maior parte dos materiais, além do corpo de professores e salas climatizadas para as aulas, que serão divididas por módulos de acordo com os materiais e a tipologia utilizada em cada produção”.

A equipe informou ainda que o Ronda no Bairro irá viabilizar a exposição das obras em espaços destinados ao grande público quando as alunas estiverem produzindo suas próprias peças. “Com isso, pretendemos viabilizar, não só as vendas, mas a atenção do público para a arte produzida por essas mães, valorizando essas mulheres e, com isso, fortalecendo o núcleo familiar”, concluiu a professora.

As áreas comerciais do Jacintinho foram o primeiro território de atuação do Ronda no Bairro e, desde então, atende crianças em situação de vulnerabilidade social por meio da equipe de Articulação e Mobilização Social. Hoje, o programa oferece a estas crianças aulas gratuitas de assistência escolar, música, judô, futebol, taekwondo, desenho e pintura, além disso, formou o grupo de Patrulheiros Mirins Ambientais.

Ascom – 21/05/2019

(Visited 4 times, 1 visits today)